Como identificar problemas na suspensão do carro?

Sabemos que vários tipos de problemas mecânicos comprometem o bom desempenho do veículo, mas os problemas na suspensão são devastadores, fazem com que a vida útil do seu carro seja reduzida e que o condutor e os seus passageiros sintam os impactos das ruas acidentadas. Além do mais, com aderência do veículo prejudicada, a rápida reação do condutor fica comprometida e consequentemente, mas exposto a acidentes no trânsito.

Como identificar que alguma coisa está errada no sistema de suspensão do seu veículo? como saber identificar se o amortecedor está ruim? Veja alguns sinais que denunciam que a hora de visitar o mecânico chegou, evitando assim maiores problemas.

Barulhos estranhos na suspensão

Os ouvidos devem estar atentos a barulhos diferentes enquanto se viaja no veículo. Quantas pessoas reclamam ao mecânico de problemas no amortecedor devido a escutarem barulhos fortes emitidos pela suspensão do carro.

Não ouvir ruídos metálicos desta peça, por se tratar de um sistema hidráulico, quase sempre o problema estará relacionado a outras peças que compõem a suspensão do veículo, como bieleta com folga, buchas de borracha desgastadas (a barra estabilizadora é fixada e auxiliada por duas unidades desta), pivôs, folgas nos terminais axiais, avaria ou deterioração dos coxins.

Qualquer uma dessas peças com folga ou diferença de movimento da suspensão dianteira e traseira ou entre os eixos causam batidas e forte sons.

Em automóveis como o Celta e o Corsa, o suporte da Barra tensora (mas conhecido como morceguinho), tem forte ruídos provocados também na suspensão.

Se você quiser manter sempre um excelente funcionamento do veículo e ampliar sua vida útil, uma inspeção preventiva pode evitar o desgaste das peças: A cada 10 mil km rodados ou quando notar sons incomuns.

Instabilidade na direção

Fique atento a pequenos solavancos que fazem com que não se tenha total controle do carro, eles são transmitidos para carroceria do automóvel e o motorista sempre notará o veículo instável, além de um certo desconforto. Esse problema também pode afetar os pneus, causando o maior desgaste nos mesmos, tornando mais difícil obter o controle do carro.

Vale frisar também que isso pode ser causada pela falta de alinhamento e balanceamento das rodas. Por isso, crie o hábito de sempre conferir esses dois itens a cada 10 mil km rodados.

Leia também: Volante tremendo? Veja as principais causas e como resolver!

Vazamento

Vazamento do fluido de suspensão pode ser facilmente identificado, esse óleo deveria estar comprimido dentro do amortecedor e quando vaza faz com que ele perca a sua funcionalidade. Uma dica para saber se está ocorrendo o vazamento é quando há vestígio de óleo no corpo do amortecedor. Nessa ocasião leve o carro assistência técnica ou mecânico de sua confiança o mais rápido possível, o amortecedor que está vazando óleo perde rapidamente a sua função.

Muito desgaste nos pneus

Os pneus com certeza sofrem quando a suspensão está danificada, mesmo que sejam peças de alta qualidade e de marcas de renome no mercado. Mas se o caso for os amortecedores que estiverem danificados, o desgaste dos pneus é ainda maior e aderência deles ao solo não é suficiente.

É fundamental lembrarmos que o alinhamento e balanceamento das rodas é o que mantém o sistema de suspensão em dia e garante uma ótima dirigibilidade, se as rodas sofrerem fortes impactos deve-se fazer esse procedimento logo em seguida.

Como uma reação em cadeia, manter a suspensão do veículo em perfeito estado, o alinhamento e balanceamento garantirão um certo nível de economia de combustível, já que haverá adequação na aderência dos pneus ao solo, será perceptível a diferença!

Deixe um comentário